Nasceu a Maria Eugênia!

parto_apos_bariatrica

Noossssssssaaaa, enfim consegui um tempinho para dar notícias!

Maria Eugênia chegou ao mundo para alegrar nossas vidas!

Depois de caminhar muito, muito mesmo… Depois de um câncer de testículo, de muitas quimioterapias, de uma cirurgia bariátrica e de uma fertilização in vitro. Chegou a Maria Eugênia!! ❤️❤️ A prova de que nem tudo está perdido, de que assim como temos dias ruins com paciência os dias bons chegam também para iluminar uma vida toda…

Ainda tem horas que me pego olhando pra ela, choro e me emociono lembrando do médico dizendo que ele só poderia nos dizer que meu marido era um homem de sorte. Por depois de tudo que passou, por um milagre seria possível engravidar com a fertilização in vitro.

A Maria Eugenia ia chegar no dia 14 de Agosto. Era a data marcada com meu médico. Fui na consulta normalmente no dia 13 um dia antes, na quinta feira… Quando ele me disse que o que eu achava que eram chutes eram contrações… E que eu estava com 3 dedos de dilatação em trabalho de parto… E disse… Esse parto vai ser hoje! Vai daqui pro hospital…

Então eu e maridão pedimos se podíamos ir em casa buscar as malas… Ele disse que sim! As malas já estavam prontinhas… Viemos para casa tomamos banho pegamos as malas e voltamos para o hospital…

Chegando lá, ele já tinha avisado que eu estava chegando… Já me deram um antibiótico que eu tinha que tomar 4 horas antes do parto na veia… E soro e glicosado porque eu tinha que ficar de jejum e depois da cirurgia bariátrica eu tenho hipoglicemia se fico sem comer…

Enquanto isso ele fez duas cirurgias e depois me chamaram pra ir pro centro cirúrgico. A alegria era imensa! Enfim chegou a hora de conhecer o rosto da minha princesinha. Mas confesso que os momentos seguintes são eram de um frio na barriga e até um certo medo… Fiquei um pouco ali no centro cirúrgico esperando meu médico o santo Dr. Fabio Almeida Muniz… Logo ele chegou e me trouxe a segurança que eu precisava…

Meu marido também logo entrou me deu um beijo inesquecível na testa e senti logo aquele conforto de está tudo bem…

O anestesista um fofo ficou rindo da minha cara porque perguntei pra ele como ele tinha certeza que a anestesia pegou antes de me cortar…. Kkkkk Logo me colocaram sentada na maca e ele deu a anestesia nas costas… Comecei a sentir as pernas formigarem e logo já não sentia mais…

Então comecei a sentir o dr. Fabio e a dra. Aline sua esposa fazendo algo… Sentia mexerem mas não sentia dor nenhuma…

Logo ele disse pro maridão está pronto? Vou tirar agora!!

E eu ouvi aquele chorinho de unhé!!!!

Meu médico veio e me falou Parabéns!!! Na hora que ele tirou ela da barriga ele disse ela é loira!!!!!

Logo a pediatra já pegou ela e fez umas aspirações… E depois trouxe e colocou ela ali comigo…

Meu Deus! Eu pensei! A única coisa que eu pensei mesmo, foi Meu Deus!! Eu consegui! Eu tenho minha bebê! Eu cheguei até aqui! E dei um beijo no bracinho dela!! Então levaram ela…

Maridão ficou lá comigo… Reclamei que estava com muita dor no ombro direito… Eles falaram que era normal por causa da posição dos braços… O anestesista me deu um remédio na veia e passou… Logo depois ainda não tinham começado a me costurar… Comecei a sentir um enjoo… E falei vou vomitar… Com a barriga aberta… Hahahah… Que situação…. Então meu médico disse está tudo bem… Vira o rosto pro lado e pode vomitar… Nesse minuto o anestesista já deu alguma coisa na veia e parei de vomitar no mesmo minuto… Mas meu vomito também foi aquela famosa baba de alien dos bariátricos…. Porque eu estava de jejum há bastante tempo…

Depois fiquei na recuperação algum tempo… E me levaram para o quarto… Quando cheguei no quarto uma festa!!! Dedé, minha mãe, minha irmã, maridão com amigos dele, o Zé, o meu irmão, o amigo do meu irmão, o Alan… todo mundo contando que a Maria Eugênia tinha chego no berçário chupando o dedo… Igualzinho no ultrassom… Maridão filmou e me mostrou a coisa mais linda!

Maria Eugênia chegou ao mundo as 19:15 com 3.485 quilos e com 49cm. De 38 semanas de uma mãe bariátrica há quase 3 anos. Pesando super bem se levarmos em consideração que bebês de mamãe bariátricas podem nascer pesando um pouco menos do que o normal…

Uma emoção que eu queria poder descrever… Muito amor envolvido em toda essa situação… Entre eu, meu marido a Maria Eugênia e de todos que de alguma forma participaram dessa nossa jornada…

Agora entendi que quando o amor de duas pessoas não cabe mais no peito, nasce uma nova vida!

parto_apos_bariatrica

parto_apos_bariatrica

parto_apos_bariatrica

parto_apos_bariatrica3

Fabio Almeida Muniz

parto_apos_bariatrica4

parto_apos_bariatrica5